A Coração Amarelo foi criada no ano de 2000 e assenta a sua atividade no trabalho de voluntários, com o objetivo principal de apoiar pessoas em situação de solidão e/ou dependência, preferencialmente as mais idosas. O crescimento da população idosa, pessoas de 65 ou mais no conjunto da população total, vem-se tornado cada vez mais significativo, sendo Portugal um dos países mais envelhecidos do mundo e o segundo da Europa. O facto de haver um número elevado de pessoas nestas circunstâncias não constituiria problema se a taxa de nascimentos não fosse tão baixa (1,32 filhos por mulher) e se a sociedade soubesse lidar com o envelhecimento da sua população, proporcionando melhores condições de vida, melhores cuidados de saúde e apoio social e um apoio mais efetivo às famílias com idosos a cargo.

O envelhecimento não é doença, mas na idade avançada a maioria das pessoas idosas apresenta, muitas vezes, duas ou três situações de doença, motivando perda de autonomia e situações de dependência, exigindo recursos em serviços e apoios, que muitas vezes não existem, não se disponibilizam ou cujo acesso exige avultados recursos financeiros. Acresce que as pessoas idosas são, no conjunto da população, um dos grupos mais pobres. Dos dois milhões de idosos, mais de um milhão recebe uma pensão entre os 169 e os 254 €, o que não lhes permite a satisfação adequada das necessidades básicas por impossibilidade de aquisição
de bens e serviços.

A solidão e o isolamento deste grupo etário são significativos e originados por várias condicionantes quer no campo, quer na cidade. Muitas das dificuldades apresentadas pelo grupo dos 65 ou mais anos, poderiam ser mitigadas por uma intervenção devidamente articulada entre entidades públicas, particulares de solidariedade social, famílias, voluntários e os próprios idosos. Esta intervenção, quando existe, é, muitas vezes, insuficiente, desarticulada e não respeita os direitos das pessoas idosas.



PROJETO “VIVER A ESPERANÇA”

Promove iniciativas que visam apoiar pessoas idosas em situação de isolamento ou dependência e contribui para a implementação e desenvolvimento do voluntariado nas comunidades e de um apoio domiciliário complementar aos serviços de saúde e de ação social. A Coração Amarelo pretende que esta iniciativa aumente o número de pessoas idosas e famílias apoiadas, formar novos voluntários e sensibilizar para o envelhecimento ativo e seu impacto no bem envelhecer e, para consegui-lo, precisa de toda a ajuda que a sociedade possa dar, quer seja através de apoio financeira, quer pela dinamização do voluntariado.

Destinatários: Pessoas idosas apoiadas pela ACA e suas famílias, voluntários e parceiros e público em geral.

Instituições

Associação Sorriso Solidário

Ver Contactos